Ponta Porã debate nesta quinta-feira feminicídio e violência contra a mulher


Publicado em:  06-06-2019

Uma audiência pública promovida pela Câmara Municipal de Ponta Porã, vai reunir na tarde desta quinta-feira, 6 de junho, pessoas interessadas em debater a violência contra a mulher. O evento está marcado para as 14 horas no Centro Internacional de Convenções Miguel Gomez.

            A audiência foi idealizada pela vereadora Anny Espínola junto com as comissões de Saúde, Assistência Social e Seguridade Social e de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara de Vereadores.

            O objetivo é ampliar os conhecimentos e reforçar as ações que estão sendo desenvolvidas e também planejadas, para enfrentar o grave problema social que é a violência contra a mulher. “Além do feminicídio estaremos debatendo todos os tipos de violência. É uma oportunidade para que possamos aprender mais, prestar contas do que o poder público está fazendo e ouvir sugestões da sociedade”, explicou a vereadora Anny Espínola que também é coordenadora do Parlamento Feminino da Fronteira, que reúne vereadoras de 18 municípios da região fronteiriça com a Bolívia e Paraguai.

            Para se ter uma idéia da gravidade da situação, somente neste ano, até o dia 14 de maio, de acordo com um levantamento da delegacia de Atendimento à Mulher, foram registrados 230 boletins de ocorrência. É mais de um B.O. por dia. Foram instaurados 198 inquéritos e efetuados 220 pedidos de medidas protetivas. 41 pessoas já foram presas este ano por causa da violência contra a mulher. As ocorrências mais comuns são: ameaça, lesão corporal dolosa e descumprimento de medias protetivas. Foram 17 casos de estupro neste ano. Quase um caso por semana. Em todo o ano passado foram registrados 517 boletins de ocorrência em Ponta Porã.


Fonte:  Assessoria CMPP


Fotos:  Assessoria CMPP



Copyright © 2018 Câmara Municipal de Ponta Porã