Escola Joaquim Murtinho apresenta projeto para recuperar o Rio São João


Publicado em:  25-10-2018

A Câmara Municipal de Ponta Porã abriu as portas para que fosse apresentado um projeto interdisciplinar, envolvendo alunos do ensino fundamental da Escola Estadual Joaquim Murtinho, que visa mobilizar a comunidade para recuperar um dos mais importantes recursos naturais do município, o Rio São João.

            A apresentação foi feita na tarde de quinta-feira, 25 de outubro e contou com a presença maciça dos vereadores, autoridades do Poder Executivo Municipal e representantes de diversos segmentos da sociedade local.

            O Projeto Rio São João – Relação Homem – Natureza na Bacia do Rio São João: Uma proposta interdisciplinar para o ensino fundamental, envolveu alunos das turmas dos 8º anos. Na apresentação do projeto, os alunos e professores da Escola Joaquim Murtinho destacaram a necessidade de recuperação e preservação dos recursos hídricos no município.

            “O projeto surgiu de uma pergunta feita por um aluno em sala de aula. A pergunta era: Ponta Porã tem rio? Daí surgiu uma proposta pedagógica envolvendo diversos disciplinas em torno do tema. Trabalhamos Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, enfim, várias disciplinas. Um trabalho que envolveu a comunidade e, além do conhecimento, o projeto resultou em outros benefícios como o despertar para a solidariedade, pois além de visitar os locais, nossos alunos entrevistaram pessoas, viram a vida difícil da população ribeirinha, tão carente das ações governamentais”, declarou a diretora adjunta Maria Gloria Arevalos.

“Vimos a poluição matando o rio. Ouvimos pessoas, coletamos materiais para análise, também recolhemos lixo. Um projeto ambiental que se tornou social, por isso, gostamos muito de participar”, afirmou de maneira brilhante na Tribuna da Câmara, o aluno Derick Klukevicz Moreira da Silva.

Além dele, também falaram os alunos Keila, Mateus Moreira (da Faculdade Magsul, parceria do projeto) a professora de Ciências, Taciana Correia. A aluna Karine Candia de Souza encerrou lendo uma belíssima poesia chamada “Do Rio São João, Precisamos Cuidar”. Todos foram bastante aplaudidos pela forma clara em que deram o recado: “É preciso revitalizar a nascente do córrego Ponta Porã, um dos afluentes do São João. Criar ali uma Área de Preservação Permanente. Também propomos a realização de uma ação social que leve atendimento de saúde, assistência social, limpeza e plantio de mudas de arvores para salvar o rio que está morrendo devido à ação perversa dos homens”, frisou Taciana.

Segundo Mateus Moreira, os impactos ambientais da ação humana são extremos. “Verificamos degradação da mata ciliar, assoreamento, muito lixo, contaminação da água, construções irregulares de moradias precárias dentro do limite de 30 metros imposto pelo Código Florestal”, relatou.

Por conta dos resultados do projeto, o presidente da Câmara Municipal, Candinho Gabínio, decidiu abrir as portas da Casa de Leis para que os alunos e professores apresentassem o trabalho à comunidade. Também convidou os órgãos que podem fazer as ações necessárias para recuperar o meio ambiente e beneficiar a população carente que vive às margens do rio. “Estamos aqui, juntos, representantes dos poderes Legislativo e Executivo para unir forças. Este projeto revela situação preocupante em vários setores. O meio ambiente, a saúde, a assistência social, a falta de moradias, dentre outros problemas que precisamos enfrentar e solucionar”, declarou o presidente que garantiu que a Câmara estará elaborando ações para contemplar o trabalho da Escola Joaquim Murtinho. “É um compromisso dos 17 vereadores”, afirmou.

Estiveram presentes na reunião o vice-prefeito Caio Augusto, a secretária municipal de Assistência Social, Vera Lúcia Oliveira, representantes das secretarias de Educação, Meio Ambiente, o coordenador regional de educação, professor Ronaldo Caccia, os vereadores Daniel Marques, Professora Anny Espinola, Otaviano Cardoso, Jelson Bernabé, Beth Almeida, Farid Afif, Edevaldo Barbosa, Marquinhos, Laercio Martins e Rony Lino. O promotor público Gabriel Rodrigues Alves e o representante do IBAMA, Donizete Matos, justificaram ausência mas enviaram comunicado informando estar à disposição para auxiliar nas ações do projeto.

A representante do setor de Meio Ambiente da Prefeitura, Professora Wandi Tirelli, parabenizou a todos pela iniciativa que demonstra que a Educação é o caminho para a mudança. Vera Lúcia Oliveira disse que a Secretaria Municipal de Assistência Social estará engajada e pronta para ajudar na ação social beneficiando a população ribeirinha.

Todos os vereadores enalteceram a iniciativa da Escola Estadual Joaquim Murtinho e se colocaram à disposição para ajudar no desenvolvimento das próximas etapas do projeto.


Fonte:  Assessoria CMPP


Fotos:  Lécio Aguilera



Copyright © 2018 Câmara Municipal de Ponta Porã